quarta-feira, 4 de março de 2009

Aviso: post altamente ressabiado

Eu, Pilipona Maria Chocolate, venho por este meio informar que nunca, NUNCA mais me envolvo com o seguinte tipo de macho: fofinho, inteligente e com veia de escritor. É a soma de todos os males. Venham os cabrões, feios, porcos e maus porque pelo menos assim uma pessoa já sabe com o que pode contar. Agora, lobo em pele de cordeiro? Sai pra lá! Shakespeares? Thanks, but no, thanks. É que depois há sempre aquele risco de nos depararmos com coisas que eles escreveram e ficarmos com uma enorme comichão. Seja porque aquilo podia ser para nós, seja porque nos revemos em todos os sorrisos, em pequenos momentos, pequenos pormenores, seja porque percebemos que aquilo afinal não é para nós, seja pelo simples facto de nos deixar a pensar numa história que já não existe. Acabamos por ler o que queremos e o que não queremos; o que está lá e o que só existe na nossa cabeça.

Pior que ser fofinho, inteligente e ter veia de escritor é ser fofinho, inteligente, ter veia de escritor e ter um blog. É ter acesso livre ao frasquinho de 605 forte. Que o senhor alá, o senhor deus, o senhor buda e todas as fadas e santinhos nos livrem desse mal.

4 comentários:

P. disse...

li o mesmo que tu.

*plim* (não, não sou do gang das pessoas que tomam coisas psicotrópicas, que só fazem plim e plum e coisas do género. sou mesmo a fada que te vem livrar desse mal. or so i hope...)

*

hugo patricio disse...

ahaahahahha, lindo

Madeline disse...

Também quero ler...

Vap disse...

Amem!