quinta-feira, 27 de março de 2008

Unforgettable, that's what you are

Em primeiro lugar, odeio as finanças e tudo o que se relacione com o assunto. Odeio o IRS, odeio o selo do carro, odeio os recibos verdes, o iva, a abertura de actividade, o fecho de actividade, odeio tudo, tudo, tudo! Ah, já agora, também odeio a segurança social. Odeio a parte dos pagamentos e odeio igualmente, ou ainda mais, a parte da burocracia. Simplex? Onde? Só se for na Finlândia. De cada vez que me dirijo a uma repartição fico doente. Há coisas que não consigo resolver sozinha na net por isso tenho que cumprir essa penitência. Cada pessoa que me atende diz uma coisa completamente diferente da anterior e, por isso, obrigam-me a fazer mil e uma perguntas e a indignar-me duas mil e uma vezes. Também não faço escândalos, nem tenho problemas que me tirem o sono, faço só o meu papel de miúda parva que não percebe um rabinho do assunto. E agora perguntam vocês, o que é que esta conversa toda tem a ver com o título? Hoje fui pela segunda vez na vida às finanças aqui dos subúrbios onde trabalho, sendo que a primeira vez já foi há uns belos meses, e assim que cheguei ao balcão a senhora disse logo com um sorriso: "Ah, eu lembro-me bem de si!"

2 comentários:

pilufa disse...

(continuo c as cenas do das duas, uma lol)

1º ou és muuuuito complicada e a senhora vá.. ficou traumatizada ctg (LOL)

2º ou então és simplesmente linda e maravilhosa, e a senhora ficou apaixonada por ti.. e olha q, c a escassez q aí anda, n sei se n seria uma coisa boa.. (LOL)

epa, olha.. n sei bem qual destas hipoteses será melhor..

beijinhos!! ** (L)

Cheguevara disse...

Cheira-me que o escandalo deve ter sido bonito da vez anterior...

Pq nao acredito que esse pessoal das finanças tenha sentimentos, logo, nao se apaixonou por ti de certeza.