segunda-feira, 24 de março de 2008

Be careful what you wish for

Durante as últimas semanas andei a contar os dias, as horas e os minutos para voltar. Odeio ficar assim, com a vida em suspenso e achava que tinha desculpa para ficar amorfa, sem vontade de me mexer para o que quer que fosse. "Ah, quando voltar ao trabalho é que vai ser!" ou "Quando recomeçar a trabalhar, vou fazer um mundo e o outro!".
O estar em casa era desculpa para tudo: para o meu mau humor; para a fome na Etiópia; para o conflito Israelo-Palestiniano; para a preguiça física e mental; para a pseudo-depressão etc, etc...
E agora, que voltei, percebi que não era bem isto que eu queria. Que nem por isso me sinto mais animada ou realizada.
Não estou deprimida, estou apenas insatisfeita.

1 comentário:

pilufa disse...

pois lá está.. aqui a P. percebe bem o q é isso.. andei um ano a querer ficar cá.. a tentar arranjar qq coisa.. e, qd finalmente arranjo.. só quero ir-me embora.. pois.. é isso..

enfim..

(L)