quarta-feira, 21 de março de 2007

It's Springtime!

Praia da Galé, ontem à tarde



Diz que na Primavera os animaizinhos saiem do buraco, borrifam-se para a hibernação e ficam com as hormonas aos saltos. Ora eu, que na verdade não sou mais que um animal (presumo que uma preguiça ou até mesmo uma porca), resolvi fazer o mesmo que os meus camaradas e sair do buraco. Assim sendo, cá estou eu de voltas às lides blogueiras. Apesar de achar que não havia nada de interessante que mercesse ser postado aqui, o principal motivo pelo qual estive tanto tempo caladinha foi a falta de paciência, o desinteresse e a desmotivação pela blogosfera em particular e por tudo em geral. Sim, porque vistas bem as coisas até havia muita coisa que merecia um post aqui no chocolate...Por exemplo:
- O nascimento do T., o primo mais fofo de sempre;
- A aquisição de mais uma cicatriz para a minha colecção;
- As conversas surreais que as velhotas teimam a ter comigo nas salas de espera;
- A visita surpresa da M. ;
- O meu "novo" emprego;
- O concerto de Yann Tiersen;
- As injecções de McDreamy, de McSteamy;
- O festival de copofonia aos fins-de-semana;
- As saudades gigantes da D.;

Enfim, tanta coisa...Vou ter que me portar melhor daqui para a frente. :)
Mas agora, se me dão licença, vou lá para fora aproveitar o sol e gozar os meus últimos dias de férias. Antes de ir, e como é Dia Mundial da Poesia, deixo-vos com um dos meus poemas preferidos...



Mad Girl's Love Song
I shut my eyes and all the world drops dead;

I lift my lids and all is born again.

(I think I made you up inside my head.)


The stars go waltzing out in blue and red,

And arbitrary blackness gallops in:

I shut my eyes and all the world drops dead.


I dreamed that you bewitched me into bed

And sung me moon-struck, kissed me quite insane.

(I think I made you up inside my head.)


God topples from the sky, hell's fires fade:

Exit seraphim and Satan's men:

I shut my eyes and all the world drops dead.


I fancied you'd return the way you said,

But I grow old and I forget your name.

(I think I made you up inside my head.)


I should have loved a thunderbird instead;

At least when spring comes they roar back again.

I shut my eyes and all the world drops dead.

(I think I made you up inside my head.)


Sylvia Plath

3 comentários:

M disse...

Olha olha... quem é vivo sempre aparece :P Feliz dia da Primavera! Agora é que as hormonas vão começat a dar trabalho ;)

Madeline disse...

Sorte que eu não preciso que chegue a Primavera para saber sobre todas essas coisas! :)
Ainda assim, acho que as conversas que as senhoras nas salas de espera têm contigo mereciam um postzinho! LOL
Quanto ao que me diz respeito, obrigada eu, gorda. E já sabes que a tua vida só tem a melhorar, com a entrada do novo mês! SURF SURF SURF! (L)

E quanto à Sylvia.. só mesmo uns grandes (L), de tão bom que é.

Beijinhos com balões

P.S. - Essa foto ficou mesmo gira como fundo do meu Ambiente de trabalho! :D

Vera disse...

viva a primavera! :D

e sim, esse poema é lindo, lindo.

Vê lá se não desapareces outra vez, gorda de um raio! Hmpf!